VARIZAPER

  • VariZapperCom o varizaper não é indispensável conhecer a frequência dos patogénicos presentes num organismo, já que são visíveis aplicando uma onda quadrada totalmente positiva que ataca a qualquer patogénico.
  • O vaporizaper é um aparelho gerador de frequência criado pela doutora Clark para eliminar os patogénicos do organismo. Emite uma corrente elétrica de 9 volts a uma frequência de 32.000Hz. Esta frequência, quando aplicada no corpo, com uma voltagem suficiente, elimina, virtualmente qualquer tipo de patogénicos. Considera-se a doutora Clark como quem mais contribuiu para difundir a utilização do varizaper, os princípios que estão na base do seu funcionamento foram descobertos e investigados nos anos 30 por Royal Raymond Rife. Rife afirmava que cada espécie emite uma frequência única e peculiar, e que se se irradiava a qualquer ser vivo com a sua própria frequência este se deitava ou morria.
  • “No ano 2000, o engenheiro Bob Beck escreveu o livro “Take back your Power”, que em português significa algo como” Recupera a tua força”, Bob Beck desenhou um circuito eletrónico muito simples ao que o indivíduo se pode conectar mediante duas alças. A corrente elétrica percorre o organismo aniquilando os patogénicos que nele se hospedam, “eletrocutando-os” ,(Bob Beck) foi, também, um grande partidário na utilização da prata coloidal)
  • A doutora Clark começou a sua investigação determinando a frequência de cada patogénico para poder, desta forma, examinar cada paciente e conhecer os patogénicos que este possuía. Após testar os pacientes, conectava-os a um gerador de frequência de cada patogénico no gerador. Este método requeria que o paciente estivesse conectado entre uma a duas horas ao gerador para aniquilar um patogénico, e se possuía 10 patogénicos diferentes, (o qual é o mais comum), deveria estar conectado entre 10 a 20 horas, o que levou a doutora a investigar outras opções.
  • Poucos anos depois descobriu que uma frequência positiva de saída de 32.000 Hz era eficaz para aniquilar todos os tipos de patogénicos, e reduzir, assim, o tempo de conexão a uma hora.
  • A única limitação do varizaper é não poder alcançar o interior dos olhos, condutos, tubo digestivo, bexiga, tumores, abscessos e órgãos muito intoxicados.
  • O zapeo, deverá, portanto, ser completado com a ingestão de suplementos desparasitantes, antibacterianos e antifúngicos como a tintura de cascas de nozes, a prata coloidal.
  • Por outro lado, este gerador de frequência exerce uma série de efeitos benéficos que vão mais além da ação antipatogénica. Ativa o sistema imunológico, ao ser um poderoso imunoestimulante que aumenta a fagocitose, dando energia aos glóbulos brancos mesmo que intoxicados com metais pesados, PCB’s, benzeno, amianto ou corantes. Fornece, também, polaridade norte aos órgãos. Em condições ideais, todos os órgãos, com exceção do cérebro, deveriam apresentar polaridade norte. Quando os órgãos adoecem, a polaridade altera para o sul. Esta mudança de polaridade favorece que os patogénicos se depositem no órgão, enquanto ao polarizar o órgão a norte criamos um ambiente hostil para os patogénicos e pouco a pouco ajudamos a que o órgão recupere o seu correto funcionamento.
  • O zapeo não deve, portanto, ser entendido como um remédio de emergência, mas como uma ótima forma para manter a saúde beneficiando a quem o pratique dia-a-dia.
  • Para saber se um gerador de frequências é de confiança deve testá-lo com um osciloscópio para comprovar que a saída da corrente é 100% positiva, do contrário seria prejudicial. Pelo que evitaremos os geradores de frequência não testados . Os geradoresutilizados na Terapia Clark, conhecidos como varizapers, ajustam-se aos estudos da doutora e são completamente seguros e eficazes.
  • O ideal é utilizar o gerador de frequências antes das 21:00 horas, que é, aproximadamente, quando os órgãos mudam de polaridade norte a sul para descansar, se bem que podem ser utilizados depois desta hora. É totalmente inócuo incluso para animais de estimação, bebés e idosos (considerando que deveria ser realizado, paralelamente, um programa desparasitante clássico em ambos casos. Consultar os programas nas páginas 61,62 e 63) não utilizar em mulheres grávidas e portadores de marca-passos.

PROGRAMAS DE UTILIZAÇÃO DO VARIZAPPER:

  • 7’, 20’, 7’, 20’, 7’ (atua 7 minutos, descansa 20 minutos e atua 7 minutos.
  • 60 minutos contínuos (é o que se utiliza, normalmente, e pode aplicar mais ou menos tempo).

PARA CONEXÃO AO ORGANISMO TEMOS VÁRIAS OPÇÕES:

  • Correias: utilizam-se para o zapeo normal e permitem uma grande liberdade de movimento. São, normalmente, colocadas, nos pulsos, mas no caso de pele sensível produz rubor ou urticária podem ser colocadas no antebraço ou tornozelo. A melhor forma de evitar as irritações é humedecer as correias com prata coloidal.
  • Ténis condutores: utilizam-se para zapeo mais longo ou se as pulseiras produzem leve irritação nas peles sensíveis.
  • Cilindros para pés: fabricados de carbono. Utilizados, tal como os ténis condutores, se as correias produzem leve irritação em pés sensíveis. O zapeo realiza-se sentado com os pés sobre os cilindros.
  • Elétrodos corporais com velcro: utilizados para aumentar o efeito do zapeo na zona urogenital e debaixo do abdómen e são fixados na zona superior dos músculos.
  • Elétrodos de gel: utilizados para localizar o efeito do zapeo , são colocados, normalmente, na zona debaixo do abdómen mesmo que o zapeo não consiga penetrar tanto como estes como com os outros sistemas.
  • Nota: o varizaper não afeta negativamente a flora bacteriana.
  • Manipulação do varizaper
  • O primeiro passo será selecionar o acessório de conexão mais adequado ao nossos organismo para o objetivo do varizaper. Se utilizar as correias, deve humedece-las debaixo da água, pressionando bem toda a espuma amarela para que fique molhada e não pingue.
  • Atar as correias aos pulsos (ou aos antebraços ou tornozelos no caso de pele sensível e se aparecem queimaduras nos pulsos ao colocar a espuma amarela por dentro, quer dizer, em contato com a pele, deixando o botões de conexão na zona mais cómoda para colocar depois os cabeçais. É necessário apertar bem as correias para que haja um bom contato com a pele, e a energia possa, desta forma, penetrar bem.
  • Conectamos os dois cabeçais nos botões de conexão, o vermelho no membro esquerdo e o preto ou azul no direito. O outro extremo do cabo conectar ao varizaper.
  • Acender o varizaper pressionando o botão de início.
  • Durante a utilização do varizaper é recomendável não cruzar braços ou pernas para que o efeito seja maior.
  • Selecionar o programa Contínuo Zaps, pressionando uma vez o botão central marcado com um “5”.
  • No ecrã vai aparecer os 59,59 minutos restantes e só temos de esperar a que termine o tempo, momento em que o varizaper se apaga de forma automática. Durante este tempo pode realizar qualquer atividade. Se durante o zapeo, escutar uns apitos e no ecrã aparecer a mensagem “no load” significa que as correias não estão suficientemente apertadas, que as esponjas não estão suficientemente humedecidas ou que os conectores não têm bom contato com os botões de conexão. Pode interromper o zapeo quando o desejar. Não é necessário completar o programa de 60 minutos na íntegra.
  • Os passos 4,5 e 6 são comuns a todos.
  • Se utilizar as ténis condutores retirar as espumas amarelas e humedecer bem debaixo da água. Em seguida, conectar o cabeçal vermelho ao botão do pé esquerdo e da azul ou preto ou preto ao do pé direito.
  • Se utilizar os cilindros para pés conectar o cabeçal vermelho ao botão de conexão do pé esquerdo e o azul ou preto ao do pé direito.
  • Se utilizar os elétrodos corporais com velcro, apertar bem e colocar o mais próximo possível das virilhas.
  • Ao utilizar os elétrodos de gel aplicar cada um na zona a tratar e que, de forma geral, será a zona debaixo do abdómen e da mesma forma o cabeçal vermelho no lado esquerdo e, o azul ou preto, no lado direito.
  • Este aparelho criado pela Dra. Clark emite um varrido de frequências que cumpre 3 funções fundamentais no organismo:
  • Elimina: parasitas, bactérias, vírus, fungos, e protozoos.
  • Fornece polaridade NORTE ao organismo sendo esta a da saúde. Quando um órgão ou organismo está doente, a polaridade está localizada no sul.

PRATOS DE ZAPEO

  • Quando um órgão determinado tem uma disfunção , uma sobrecarga etc, é conveniente utilizar , além do varizaper que trabalha sobretudo o organismo, os pratos de zapeo nesse órgão durante 20 minutos diários. Isto é assim porque quando um órgão tem um problema é muito provável que esteja cheio de tóxicos e sobretudo (PCBs) , dificultam a penetração da energia do varizaper nesse órgão . Se neste caso aplicássemos o zapeo” regular”, não chegaríamos a penetrar totalmente o referido órgão, porque esses tóxicos estariam provocando um efeito isolador e as frequências que envia o varizaper não chegariam ao interior do órgão afetado Como a doutora Clarck descobriu , zapeando com pratos conseguimos chegar a todas as partes desse órgão intoxicado.
  • Os pratos de zapeo conectam-se ao varizaper para dirigir toda a sua potência vibratória a um órgão , um tecido ou uma célula concreta. Também podemos zapear um patogénico determinado em todo o organismo ou em um órgão ou tecido concreto, mas isto não o faremos porque como é complicado saber se os patogénico que temos, é melhor fazer um varrimento geral que extermine a todos.

Manipulação dos pratos de zapeo

  1. O primeiro passo é humedecer bem as correias. Conectamos as fichas vermelhas aos pratos, o botão de ligação vermelho à correia da mão esquerda e a preta ou azul à direita: e por último o outro exemplo do cabo, que tem a forma da ligação telefónica, ao vaporizador (utilizar o adaptador que permite ligar o cabo ao vaporizador)
  2. O passo seguinte será estabelecer sobre os pratos a frequência ou frequências a zapear. Estas frequências estão disponíveis em todos os pontos de distribuição dos produtos Clark. Em primeiro lugar, vamos zapear um órgão, como por exemplo, o pâncreas no prato direito e todo o efeito positivo do vaporizador irá exclusivamente para esse órgão, mesmo que a ligação seja nos pulsos como num vaporizador normal. Pode adquirir as frequências dos órgãos que desejar em qualquer ponto de distribuição Clark.
  3. Se quisermos zapear um conjunto de órgãos, como endométrio, útero, colo do útero ou trompas de Falópio, colocamos os quatro frascos de frequências, sem que se toquem no prato direito. Desta forma os benefícios do zapeo, (eliminação de patogénicos, ativação do sistema imune e polarização norte), estarão a atuar.
  4. Se quisermos zapear os glóbulos brancos, para ativar, dessa maneira o sistema imunológico, colocamos o frasco de frequência no prato direito através do qual lhes daremos ainda mais energia que uma vaporização normal.
  5. Se quisermos zapear o sangue do cérebro, colocamos o frasco de frequência do sangue no prato esquerdo e do cérebro no direito. No caso de querer vaporizar o sangue de outro órgão, trocamos, simplesmente, o frasco com a frequência do cérebro pela do outro órgão. Este tipo de zapeo sangue/órgão aprofunda, mais ainda, por todos os “cantos” do órgão e é realizado depois de zapear o órgão.
  6. Se quisermos zapear um parasita como o Anisakis, colocamos o respetivo frasco de frequência no nosso organismo. No caso de que não se encontrar o zapeo não exercerá sobre nós qualquer tipo de efeito. (nem bom, nem mau)
  7. Se quisermos zapear um patogénico num órgão, colocamos o frasco de frequência do patogénico no prato esquerdo e o do órgão no prato direito. Por exemplo, o Erytrema pancreático no pâncreas. Atuará exclusivamente sobre esse parasita nesse órgão em concreto, pelo que consideramos que é melhor zapear um órgão, sem indicar o patogénico, para que, desta forma, possa atacar a todos os que aí se podem encontrar.
  8. Como em ocasiões anteriores, ligamos o zaper, escolhemos o programa CONTINUO ZAP, pressionar uma vez o botão marcado com uma seta para básico e em seguida o botão central marcado com um “S”. Vão aparecer no ecrã os 59:59 minutos restantes e, devemos esperar, unicamente, a que termine o tempo, momento em que o vaporizador se desliga de forma automática. Se durante a vaporização escutar um apito e no ecrã e aparecer a mensagem “no load” significa que as correias não estão suficientemente apertadas, que as esponjas não estão suficientemente unidas ou que os conectores não estão em bom contato com os botões de ligação.

É importante que os frascos de frequência não estejam em contato com imãs, já que desta forma perdem a frequência gravada.

  • Zaper
  • Atua ao nível de todo organismo
  • Pratos de zapeo
  • Podemos zapear um órgão determinado para incrementar, desta forma, a efetividade do zapeo nesse órgão
  • Também podemos zapear um determinado patogénico em todo o corpo e num determinado órgão.