OZONIZADOR

  • Ozonizador FQ-500O ozónio é um dos agentes oxidantes mais poderosos que se conhecem. Desde o início do século XX foi utilizado como tratamento de muitas doenças. Existem clínicas que tratam um amplo leque de doenças exclusivamente com ozónio. Não é necessário, no entanto, dispor de equipamentos profissionais caros que gerem ozónio. Existem geradores domésticos que podem ser utilizados com o fim de melhorar a saúde. Estes aparelhos permitem ozonizar água e azeite e fornecer assim a estes líquidos propriedades desintoxicantes e ajudam a combater infeções. O azeite ozonizado ingerido elimina os vírus latentes nas células e impede um brote posterior. Elimina também ténias, ascaris, ovos de parasitas, cândidas e numerosas bactérias desaparecem também devido ao seu efeito.
  • O azeite utilizado para este fim é o azeite virgem, meio ideal para o transporte de ozónio, já que se dissolve melhor em meios lipídios que em meios aquosos. Ao ozonizar o azeite,formam-se peróxidos,hidroperóxidos,ozonidos e aldeídos de potente ação germicida.
    O ozonizado dura, no máximo, quatro dias, por isso é recomendável tomar azeite ou aplicar localmente (no caso de uso tópico) nos três dias seguintes, e conservar no frigorífico. Não tomar em conjunto com suplementos antioxidantes, já que o ozónio os oxida e os torna ineficazes. O azeite ozonizado é eficaz precisamente por ser um poderoso preoxidante.
  • Os corantes ozóicos, substâncias fenólicas e estrógenos contidos na comida podem ser destruídos ozonizando 15 minutos. A terapia Clark recomenda que os doentes, e de forma geral toda a gente imunodeprimida, ozonize toda a comida pelo efeito desinfetante e nãotóxicoe altamente penetrante do ozónio. Os doentes de cancro estão altamente intoxicados por cianidas, geralmente ingeridas através da água clorada, e esta intoxicação inibe a formação e o correto funcionamento de numerosas enzimas.
  • Introduzir a comida numa bolsa de plástico, com a mangueira de ozonizador dentro, ozonizar 10 minutos e esperar 10 minutos para abrir a bolsa para que o ozónio atue.
  • Ao tomar um copo de água ozonizada 5 minutos, não mais que 20 segundos (já que ozónio se evapora da água rapidamente, o mesmo não acontece com o azeite), diminui notavelmente a toxicidade das cianidas e organismo pode produzir mais energia e desintoxicar-se.
  • A vantagem do ozónio relativamente a outros desinfetantes, é que, além da rapidez da atuação, se transforma em oxigénio e não deixa nenhum resíduo tóxico.
  • Devemos ter em conta que o ozonizado deixa um leve sabor a comida.
  • Ozonizar todo o nosso ambiente: escritório, casa, carro… 10 minutos cada estância fechada, para eliminar os gérmenes (parasitas, ácaros, etc..)

Importante não ozonizar uma estância onde se encontra uma pessoa ou animal de estimação.

Manipulação do ozonizador

  • Ozonizado de líquidos (água, azeite…)
    1. Ligar primeiro o ozonizador à corrente elétrica e verificar que acende o vermelho de POWER. Depois inserir a mangueira de silicone na saída que encontramos na parte direita.
    2. Podemos utilizar os acessórios de pedra para que o ozónio saia de forma menos brusca, já que as borbulhas formadas são menores e há menos risco que se perca líquido.
    3. Introduzir a mangueira de silicone com ou sem o acessório de pedra no recipiente que contém o líquido a ozonizar.
    4. Girar o temporizador, que está na posição OFF, até o tempo que queremos ozonizar. O efeito do ozonizado na água dura aproximadamente 20 segundos e no azeite três dias, pelo que é recomendável ozonizar exclusivamente a quantidade a consumir nesse tempo.
  • Ozonizado de estâncias (quartos, casa de banho, veículos…)
    • O primeiro passo será escolher o lugar para colocar o ozonizador, ideal que seja uma zona alta, mas também podemos suspender pela abertura da parte detrás de qualquer prego ou saída. Para ozonizar as estâncias não é necessário colocar a mangueira de silicone. Conectar o ozonizador à corrente elétrica, girar o temporizador que está na posição OFF até ao tempo pretendido e fechar a porta da estância.
    • O tempo selecionado depende do volume da estância a ozonizar 10 minutos para 5m2 e até 30 minutos para 25m2. Se a estância é maior ou alta, ozonizar mais tempo e mudar o aparelho de sítio dentro do mesmo quarto. Não esquecer que não deve haver gente, nem animais dentro da estância a ozonizar.
  • Ozonizado de alimentos
    O ozonizado de alimentos é apenas recomendado a pacientes com doenças degenerativas, já que deixa um leve sabor a alimentos.

    1. Arrefecer os alimentos a ozonizar numa bolsa de plástico.
    2. Introduzir a mangueira de silicone no interior da bolsa de plástico e fechar a bolsa à volta da mangueira (pode dar um nó com as alças da bolsa).
    3. Conectar o ozonizador à corrente elétrica e girar o temporizador até 10 minutos.
      Uma vez transcorrido o tempo, o ozonizador desliga e podemos retirar os alimentos para ingerir.

Funções básicas:

  1. Desinfeta comidas e bebidas já que o ozónio pode matar em só 10 minutos, bactérias, vírus, ovos de parasitas e larvas de ténia, que podem estar presentes nos nossos alimentos.
  2. Os corantes azoicos, substâncias fenólicas e estrógenos da nossa comida podem ser destruídos em 15 minutos. A Dra. Clark recomenda que os doentes e de forma geral todas as pessoas imunodeprimidas devem ozonizar toda a sua comida, pelo efeito desinfetante, atualmente penetrante e atóxico do ozónio. Introduzir a comida num saco plástico, com a mangueira do ozonizador dentro. Ozonizar 10 minutos, e esperar 10 minutos após terminar. Sem abrir para que o ozono atue.
  3. Os doentes de cancro estão altamente intoxicados por cianidas geralmente ingeridas pela água clorada, esta intoxicação inibe a formação e o correto funcionamento de várias enzimas. Tomar um copo de água ozonizada diminui em 5 minutos a toxicidade das cianidas e o organismo pode produzir mais energia e desintoxicar-se.
  4. Ozonizar todo o nosso ambiente: escritório, casa…Simplesmente ozonizando 10 minutos cada quarto fechado.

Importante que não se encontre dentro nenhuma pessoa, planta ou animal doméstico.

A vantagem do ozónio, relativamente a outros desinfetantes é que (além da rapidez), ao transformar-se em oxigénio, não deixa nenhum resíduo tóxico.